Dicas para escolher bons profissionais pro seu evento

mercado-casal-01

Um casamento lindo, com convidados felizes, tudo correndo bem e sem imprevistos, é o desejo de todos os casais. O planejamento do grande dia costuma deixar os noivos muito atarefados. São dezenas de decisões a tomar, contratos pra fechar e pagamentos para realizar, além da ansiedade e expectativa para que tudo saia perfeito.

Antes de começar a buscar por fornecedores, os noivos devem pensar nas expectativas que possuem para a cerimônia e a festa  de casamento. Existem no mercado centenas de opções para todos os estilos, por isso é necessário ter foco na hora da busca. Saiba exatamente o que quer e evite desperdícios de tempo, dinheiro e energia.

Ninguém quer ter que, por exemplo, na última hora, sair pra comprar cerveja porque o cara do chopp que havia sido contratado simplesmente não apareceu, ou, então correr atrás de buffet porque o contratado não conseguiu cumprir com o acordado, concordam? Para evitar esses contratempos é essencial escolher bons profissionais. E para te auxiliar nesta escolha, listamos algumas dicas preciosas.

1. Comece com  um bom tempo de antecedência
Nunca deixe para contratar de última hora. O ideal é fazer um bom planejamento e ir em busca dos profissionais com bastante antecedência. Dessa forma, você evita o agir por ansiedade e pode pesquisar e analisar várias propostas antes de contratar.

2. Conheça o profissional
Algo muito importante que se deve fazer é procurar conhecer sobre o profissional ou empresa que se pretende contratar. Busque referências. Pesquisar a reputação do fornecedor, verificar sua inscrição como empresa, consultar o Procon, redes sociais e até sites de reclamações sobre possíveis queixas de consumidores são ações necessárias, inclusive antes de se iniciar os contatos.

3. Fique atenta na hora da negociação
Não se deixe levar pela ansiedade do momento e não aja por impulso. Preste muita atenção em todos os detalhes da negociação. Exponha suas ideias com clareza e faça todas as perguntas necessárias. Dessa forma, você deixará bem claro o que deseja e saberá ao certo o que está sendo oferecido.

4. Analise o quanto está disposta a pagar e defina as prioridades
Esteja certa de quais são suas prioridades e quanto pode gastar com cada item. Tome o cuidado de não gastar além da conta com algo e se esquecer de alguma outra coisa. Comece com os itens indispensáveis e de maior importância, e vá acrescentando os outros.Tome o cuidado também de não escolher os serviços apenas pelo preço.

5. Leve a sério os contratos
Nada de combinados fora do papel. Tudo o que for definido deve ser documentado. Nunca abra mão do contrato e leia atentamente cada cláusula. Esclareça todas as suas dúvidas, e, se algo não estiver de acordo, converse com o fornecedor e acerte o que for necessário.

Lembre-se que ninguém (e no caso nenhum fornecedor) é infalível. Mas nossa sensibilidade sabe detectar quando somos lesados ou não.
No caso de falha grave, e de acordo com o contrato, temos direitos como o de pedir sua anulação, por exemplo, ou o abatimento de parte do valor pago, além de indenização por danos morais ou materiais decorrentes da falta de cumprimento da parte do fornecedor.

Válido guardar esse importante artigo do Código de Defesa do Consumidor: “o fornecedor de serviços, responde, independentemente da existência de culpa, pela reparação dos danos causados aos consumidores por defeitos relativos à prestação dos serviços, bem como por informações insuficientes ou inadequadas sobre sua fruição e riscos” (art. 14).

Mas o bom mesmo é ler e reler o contrato, conferir se nele consta tudo o que foi combinado (nos mínimos detalhes), pois assim é mais fácil evitar qualquer dor de cabeça no grande dia. Afinal, o acordado não sai caro pra ninguém, não é verdade?

Deixe uma resposta